quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Aplicativos de namoro valem ou não a pena?

Entre 2005 e 2012, mais de 34% dos casados ​​se conheceram online, superando o trabalho e a apresentação de amigos (que representam 26% dos casais). Em 2005, os usuários do OKCupid enviaram 150 mil mensagens por semana. Esse número número nos dias atuais ultrapassa os cinquenta e um milhões. Para a geração Millennium, o namoro on-line é a norma da vez.

Não é de se surpreender mais com encontros online. Hoje em dia é quase espantoso conhecer um casal que se conheceu pessoalmente, através de amigos ou no trabalho. Conhecer e namorar alguém do bar? É uma tarefa quase impossível, e quando acontece é com ajuda da internet.

É claro que você só deve fazer aquilo com o que se sente confortável. Há 10 anos era um pouco embaraçoso e vergonhoso dizer que esteve em um encontro com alguém da internet. Hoje em dia é algo completamente normal e comum. O melhor de tudo é que opções de sites e aplicativos não faltam. Existem até aplicativos voltados para o público GLS.

Antigamente havia-se uma preocupação muito grande com quem estava do outro lado da tela. No início das saídas, todos ficamos meio receosos com a pessoa que está por vir. Será que é quem diz ser? Será que tem boa aparência pessoalmente? Será que a conversa vai fluir?

O lado vantajoso da existência desses aplicativos é que você pode desinstalar quando bem quiser e instalar de novo quando precisar. Já não é mais nenhum tabu os relacionamentos virtuais. Eles acontecem o tempo todo e com frequência.


Você pode conhecer a pessoa melhor antes de sair de casa. Essa oportunidade é facilmente dada a você. Antes de decidir conhecer o outro melhor, você já pode ver o grau de compatibilidade entre vocês. Saber do que o outro gosta, o que vocês possuem em comum. Na hora do encontro tudo fica mais fácil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário