terça-feira, 22 de novembro de 2016

Tira- dúvidas sobre os emagrecedores

São vários os estudos que apontam a necessidade da mudança de hábitos alimentares para a maioria da população brasileira. Afinal, o sobrepeso que acomete mais de 50% das pessoas no país está relacionada ao desenvolvimento de uma série de doenças e a perda de qualidade de vida. Uma das opções para aqueles que estão em casos de obesidade ou perda de peso recomendada clinicamente, podem encontrar nos emagrecedores um aliado.
No entanto, antes de iniciar qualquer tratamento antes mesmo de falar com o médico tem muitos que sentem a necessidade de avaliar os benefícios e riscos que um remédio pode trazer para sua a vida. E a preocupação é muito válida, afinal, são várias as consequências que podem acontecer. Tire aqui algumas das dúvidas que você pode ter pontuado:
1.

  
Emagrecedores viciam?
Existem substâncias emagrecedoras que viciam, os a base de substâncias naturais como extratos de algumas plantas com potencial termogênico ou outros não tem chances de desencadear um quadro de dependência. Já aqueles com efeitos antidepressivos ou ansiolíticos tem grande potencial de fazer com que a pessoa não queira mais parar de tomar o medicamento.

2.     Pode voltar ao peso normal depois que parar?
O emagrecimento feito com o auxilio de substâncias emagrecedoras deve estar sempre associado a uma reeducação alimentar e a prática de exercícios leves a moderados. Assim, quando a pessoa deixa de tomar a substância já tem uma rotina mais adaptada, sem necessidade de passar por mais uma grande transformação.

3.    Os remédios vão perdendo o efeito?

Alguns casos podem pedir o auxilio de emagrecedor, no entanto, não são todos os casos. Alguns deles contém efeitos colaterais que não valem a pena ser arriscados em troca da perda de alguns quilos. Os médicos sempre recomendam par que eles só sejam necessários se houver uma indicação verídica para tal.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário